01/09/2016 - 04/09/2016 // 10:00 - 20:00

Joao Bento

instalacao sonora

Joao Bento //JARDIM DOS CACTOS

 

> João Bento propõe uma viagem sonora ao interior do Jardim dos Cactos, explorando as suas características sonoras como se os habitássemos e escutássemos. A partir do uso de microfones de contacto com características dispares, através do uso táctil e manuseando sensivelmente os mesmos, João está a construir um arquivo que é dado a ouvir nesta instalação em 6 fontes sonoras que correspondem às diferentes espécies existentes no local. Uma espécie de orquestração musical com características sonoras bastante abstractas.

João Bento nasceu no Fundão em 1980. Vive em Lisboa.

Licenciado em Artes Plásticas pela ESAD de Caldas Rainha-Portugal. Desde 2004 compõe som para performances, dança, filmes experimentais, peças de teatro e live acts. O seu trabalho articula instrumentos analógicos e objectos sonoros, usados num contexto multidisciplinar. Relacionando arquivos de som e processos que questionam a memória e o território,

criou em 2012 a peça”366 Sound Daily Project” instalação audio desenvolvida para a Trienal de Arquitectura de Lisboa(13). Desenvolveu técnicas de música improvisada com o músico Greeg Moore e Theremin com Pamilia Kurstin. Entre 2004 e 2006 coordenou o Projecto VS (plataforma internacional de vídeo experimental) com o IMAGO Film Fest. Co-Criador, compositor e performer em “Canal Zero”(04-11), “Le Coq is Dead”(05) com Luíz Antunes, “Future Perfect” (11) com Kerem Gelebek, “Untitled Natura”/ “Don‘t Ask, Don‘t Tell” com Ben J.Riepe Company(11-12). Desenhou e operou o som das peças “Secalharidade” (12) e “I am Sitting in a Room different from the one you are in Now” reposição(14) com João Fiadeiro, “Knee” com Elena Castilla (14), Tsunamismo “Recital para duas Cordas em M” com Elizabete Francisca, “Hale (2014)” do colectivo This Takes Time, Pocilga (15) de John Romão e “O Limpo e o Sujo” de Vera Mantero (16) .

Em 2014 co-criou com Tiago Gandra a peça “Aqui Dentro” em co-produção com o centro de artes transdisciplinares Espaço do Tempo do qual foi artista associado.

Participou no Interferências 2010 -Encontro Internacional de Artes Performativas realizado no México onde desenvolveu um estudo e workshop sobre a relação entre corpo e som.

Desenvolveu vários projectos educativos com o CRAC.DC (Centro de Recursos Artísticos para a Comunidade) de Óbidos, Serviço Educativo da Moagem (Casa do Engenho e das Artes) do Fundão, o CENTA (Centro de Estudos de novas Tendências Artísticas), Pia Kramer – Espaço do Tempo, o CAMB (Centro de Arte Manuel de Brito) de Algés, o serviço educativo da Culturgest e a Fábrica das Artes no CCB. A cidade do Fundão dedicou um ano ao artista (Abril 2014 – Abril 2015), com um projecto intitulado “Passagem”. Ciclo de exposições, live acts, projectos pedagógicos, curadoria, conversas, residências, transmissões rádio e a publicação de um livro.

Os seus projectos pessoais e em colaboração foram apresentados em Portugal, Espanha, França, México, Bélgica ,Alemanha , India e Bangladesh. <

 

WEBSITE

www.joao-bento.com